Quanto tempo dura a TPM? 

Muitas pessoas não sabem, mas a famosa TPM ou Tensão Pré-Menstrual, pela qual nós, mulheres, passamos, também recebe o nome científico de Síndrome Pré-Menstrual ou SPM É um período caracterizado por um conjunto de sintomas, tanto físicos como emocionais e comportamentais1. Os sintomas são cíclicos e recorrentes.

A TPM é o período em que nosso corpo fala conosco e nos apresenta sintomas dos mais diversos, avisando que nosso fluxo menstrual está por “descer”. Dentre as características manifestas neste período, podemos listar: dores de cabeça, ansiedade, irritabilidade, alterações  no humor, inchaço, choro fácil, tensão nervosa, ganho de peso, entre outras. Enquetes sobre saúde e doenças mostram que 75% a 80% das mulheres apresentam estes sintomas durante a TPM¹.

A duração deste período tão doloroso para nós varia de mulher para mulher. Em geral, profissionais da área constatam que a TPM pode ter início até sete dias antes da menstruação, aliviando os sintomas normalmente com o início do fluxo menstrual¹. Caso haja persistência dos sintomas após o término do período menstrual, busque auxílio de um profissional da área para diagnosticar se há algum problema patológico.

♥ O que nos leva a ter TPM?

Por trás da SPM (ou TMP), encontramos uma origem multifatorial, ou seja, que é influenciada por vários fatores. Embora os hormônios sexuais sejam de importância central nas alterações apresentadas durante esta síndrome, assim como em outros transtornos de humor femininos, fatores como nossa rotina e disposição genética podem contribuir para esta fase do ciclo menstrual¹.

Em nosso organismo, o que acontece é que a oscilação normal de níveis dos estrógenos e da progesterona (hormônios sexuais) no ciclo menstrual, atua sobre a função da serotonina (neurotransmissor), levando as mulheres mais sensíveis às manifestações da SPM¹.

♥ Tem como tratar a TPM?

Tem, sim! Algumas práticas em nossa rotina podem aliviar os quadros mais leves, tais como: usar roupas confortáveis, praticar esportes e atividades relaxantes, ter uma alimentação leve, saudável e diversificada, bem como evitar o consumo de sódio para fugir da retenção líquida e o inchaço no corpo¹.

Quadros mais acentuados de TPM devem ter orientação médica para sua amenização. Existem várias abordagens terapêuticas para esses casos. Um profissional da área é a pessoa mais indicada pra ajudar, pois poderá recomendar e acompanhar o melhor tratamento para cada caso.

TPM e ciclo menstrual têm tudo a ver. Por isso, ficar de olho no seu ciclo é superimportante. Conte com o aplicativo de Buscofem: o Sai Cólica. Você pode configurar o calendário do app conforme seu ciclo e o acompanhar. O app também traz joguinhos superdivertidos para te distrair quando as cólicas aparecerem.

Veja mais Dicas da Buscofem.

Muitas pessoas não sabem, mas a famosa TPM ou Tensão Pré-Menstrual, pela qual nós, mulheres, passamos, também recebe o nome científico de Síndrome Pré-Menstrual ou SPM

Referência

1- Brilhante AVM, Bilhar APM, Carvalho CB, et al. Síndrome pré-menstrual e síndrome disfórica pré-menstrual: aspectos atuais. Femina. 2010 Jul; 38(7): 373-8.