Cinco coisas às quais não somos obrigadas

Só quem é mulher sabe: todos os dias, de uma forma ou de outra, passamos por algumas situações “chatas” que, na verdade, “não somos obrigadas”. Para descontrair (e refletir um pouco), reunimos algumas delas.

Fazer todas as tarefas de casa, porque “é coisa de mulher”

Quem nunca ouviu um “mas limpar a casa é coisa de mulher” na vida, que atire a primeira pedra. Nada justo e, obviamente, nós não somos obrigadas a fazer mais só por sermos mulheres.

Limpar a casa é coisa de qualquer pessoa que tenha uma casa para limpar, ok?

Ser obrigada a (saber) cozinhar

Nem todo mundo sabe cozinhar e nem todo mundo gosta desta tarefa. O problema é que quando somos nós quem não sabemos ou não gostamos, temos que lidar com perguntas do tipo “como é que vai ser quando você casar?”. Como se a única alternativa possível fosse essa, né?!

Não, se eu não quiser, eu não cozinho (nem caso)!

Ouvir a frase “isso não é coisa de mocinha”

Aparentemente, falar alto não é coisa de mocinha. Nem sentar de qualquer jeito. E nem jogar futebol, praticar muay thai ou gostar de videogames e carros. Segundo sabe-se lá quem, precisamos agir como mocinhas, gostar somente de coisas “femininas” e agir delicadamente, sempre. 

Menos, por favor. Desde que não ofenda a ninguém, eu me comporto da maneira que me sentir melhor.

Ou “você precisa ser mais feminina”

Se você não usa roupas em “cores femininas” (afinal, o que seria isso?!), você não é feminina. Se você não anda sempre com o cabelo bonito e maquiada, você não é feminina. Se você prefere roupas confortáveis, como moletom e tênis, você não é feminina. Isso não faz sentido, né?

Ser mais feminina? Acho que quem decide isso sou eu. Aliás, quem decide o que é ou não feminino?

Ouvir cantada quando passa pela rua

Não, não é um elogio e não é legal. Pode ser uma cantada, um assovio ou um daqueles olhares de cima a baixo, mas a sensação de repulsa é sempre a mesma. Bem como a vontade de xingar/correr/gritar - ou tudo junto e ao mesmo tempo. 

Respeito é bom e eu gosto!